Beautiful Future

Álbum
/
2008
/

Faixas

  • Beautiful Future
  • Can't Go Back
  • Uptown
  • The Glory Of Love
  • Suicide Bomb
  • Zombie Man
  • Beautiful Summer
  • I Love To Hurt (You Love To Be Hurt)
  • Over & Over
  • Necro Kex Blues
  • The Glory Of Love

Reviews

Quando "XTRMNTR" foi lançado, em 2000, o Primal Scream voltou a ocupar as listas de melhores do ano após um longo jejum. Meses depois, a mídia especializada considerava o disco datado e ultrapassado. No seu mais recente trabalho, "Beautiful Future", Bobby Gillespie e companhia parecem ter levado a sério a idéia de soar repetitivo. Lançado na semana passada, o álbum copia fórmulas já esgotadas e chateia os fãs, ansiosos pelo groove que deu fama aos escoceses.

A coisa começa morna com "Beautiful Future", esquenta em "Can't Go Back" (o primeiro single), mas logo "Uptown", cuja única palavra é o título, repetido à exaustão, põe tudo a perder. "The Glory of Love" lembra The Cure, mas também não empolga. "Beautiful Summer" comprova uma tendência do álbum, a de abusar da repetição. O groove de "Zombie Man" é a primeira lembrança do Primal Scream dos velhos tempos. A baladinha "Over and Over" mostra outro lampejo de inspiração da banda que nos anos 90 juntou rave e Rolling Stones no mesmo pacote. "Necro Hex Blues" remete (finalmente) aos melhores momentos de XTRMNTR (com participação de Josh Homme, do Queens of the Stone Age). Mas já é tarde.

O resultado final chega próximo ao razoável, muito pouco para uma banda que tem no currículo discos como "Screamadelica" (1991) e "Give Out But Don't Give Up" (1994). Nem o toque brasileiro salva o álbum. Lovefoxxx, vocalista do Cansei de Ser Sexy, divide os vocais com Gillespie na pouco inspirada "I Love to Hurt (You Love to Be Hurt)". Mesmo os fãs mais ardorosos devem concordar que a carreira do Primal Scream é irregular. Mas, tivesse seguido o caminho do seu antecessor, "Rock City Blues" (2006) poderia pelo menos soar mais pop.

Entre as críticas que já circulam na rede desde o lançamento, há quem considere este o pior momento da discografia do Primal Scream. O próprio Gillespie, 46 anos, parece conformado. O mentor da banda classificou Beautiful Future como um "chiclete com lâminas de barbear". Portanto, convém mastigar com cuidado. - Por Danton Boattini Júnior